Vítimas fatais da Covid são homenageadas com doação de árvores

A ação, que possui entre os apoiadores, a Rádio Caçanjurê, foi um momento para eternizar por meio de árvores, o amor que os familiares possuem pelos seus entes

Uma ação da BPW de Caçador, homenageou as vítimas da Covid-19. Mudas de árvores em homenagem aos que morreram em função da doença, foram entregues na tarde desse sábado (05). As famílias retiraram as mudas junto à antiga Estação Ferroviária. No total, foram entregues cerca de 300 mudas de árvores frutíferas.

A ação, que possui entre os apoiadores, a Rádio Caçanjurê, é um momento para eternizar por meio de árvores, o amor que os familiares possuem pelos seus entes. Entre as pessoas que foram até o local, esteve Morgana Pacievitcz, que perdeu o pai pela Covid aos 73 anos em novembro 2020.

“Essa árvore vai ser plantada em Rio das Antas, município que ele nasceu e foi muito feliz. Então, quero deixar uma mensagem a todos que estão passando pelo momento delicado, que era o momento dessas pessoas, e que o luto é coletivo, é no mundo todo. Tenham força, acreditem em Deus”, comentou Morgana.

Além de ser uma homenagem as vítimas da Covid, o ato marcou também o Dia Mundial do Meio Ambiente.  A diretora de marketing da BPW, Cleide Morona, destaca que trata-se de um ato de amor as famílias no momento de luto por qual passam.

“Nós nos sentimos sensibilizadas com o momento que muitas pessoas da nossa comunidade passam, então, é um ato de amor e respeito”, explicou Cleide.

Ainda durante o evento, foi plantada próximo ao Museu do Contestado no Parque Central de Caçador, uma muda de ipê amarelo. A árvore foi plantada por Gustavo e Leandro Felix, filhos de Leoni Terezinha Wolicz, a qual morreu no mês de abril em função da Covid. O ato simbolizou a eternização de todas as vítimas fatais do vírus no mundo.

“É um conforto para a nossa família e para todos que estão passando por perdas. É uma continuidade que podemos dar a vida da nossa mãe, por intermédio de uma árvore”, comentou Gustavo.

 

Fonte: Juciele Baldissarelli/Jornalismo Caçanjurê
Foto: Juciele Baldissarelli/Jornalismo Caçanjurê