Vereadores aprovam moção de repúdio pelo “apagão de luz” em Caçador

O documento será encaminhado ao Governador do Estado, ao diretor-presidente da Celesc, aos representantes da empresa Evoltz, e ao ministro de Minas e Energia

O “apagão” que deixou Caçador e a região quase 100 horas sem energia elétrica na semana passada, causando prejuízos e transtornos à comunidade, continua repercutindo na Câmara Municipal.

Nesta segunda-feira (7), durante a primeira sessão ordinária do mês de junho, boa parte dos vereadores se manifestaram em plenário repudiando o fato ocorrido e cobrando, principalmente da Celesc, medidas e investimentos urgentes para que situações semelhantes não sejam novamente registradas. Eles lamentaram ainda não haver um “plano b” para o Município, especialmente por se tratar de fim de linha no que se refere distribuição da energia elétrica.

Além da manifestação em plenário efetivada pelos vereadores Clayton Zanella (DEM), Itacir Fiorese (PP), Alcedir Ferlin (MDB), Fabiano Dobner (PL), Leandro Sawchuck (DEM), Marcio JF (MDB), Jean Carlo Ribeiro (PSD) e Moacir D’Agostini (DEM), uma moção de repúdio de autoria da vereadora Lidiane Cattani (PP) pelo fato ocorrido foi aprovada por unanimidade.

O documento será encaminhado ao Governador Carlos Moisés, ao diretor-presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, aos representantes da empresa Evoltz, e a ministro de Minas e Energia, Bento Alburquerque.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Assessoria de Imprensa