Transcatarina 2020: um evento para ficar na história

A 12ª edição foi considerada uma das mais competitivas, divertidas e especiais de toda a sua história

O Transcatarina não perdeu a largada e, neste ano atípico de 2020, desdobrou-se para concretizar sua 12ª edição, que começou no último dia 27, e terminou neste sábado, 31, tendo a largada e chegada na cidade de Fraiburgo, com pernoites nos municípios de Treze Tílias e Caçador.

Com um rígido protocolo de segurança em prevenção à pandemia do Covid-19, esta edição reuniu cerca de 700 pessoas, vindas de 116 cidades e nove estados, sendo: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiânia e Espírito Santo.

No total, 195 veículos 4×4 se alinharam no grid e depois espalharam-se pelo meio oeste catarinense, divididos nas categorias de competição (Máster, Graduados, Turismo, Turismo Iniciante e Turismo Light), e de passeio (Passeio Expedition, Passeio Radical 1 e 2, e Adventure 1, 2 e 3).

Antes de entrar no local da concentração do Transcatarina, todos os participantes – incluindo o staff – foram obrigados a fazer o teste do Covid-19 para detectar a presença do coronavírus em indivíduos assintomáticos e sintomáticos, e apresentar o resultado negativo à organização do evento. No decorrer dos dias, mantiveram-se todas as condutas de segurança, tais como, o uso de máscaras e higienização de mãos e equipamentos com álcool 70%.

Os campeões do 12º Transcatarina

Foram quatro dias de disputas, a contar com o prólogo que também valeu pontos pela classificação geral. Não é novidade que a competitividade no Transcatarina é extremamente acirrada, sendo que a cada etapa a classificação geral tinha sobe e desce de posições entre os competidores. No total, foram percorridos cerca de 600 quilômetros, em quatro dias de disputas.

Na categoria Máster, o título foi extremamente disputado com empate entre Leandro Pereira Moor e Claudio Roberto Flores, e Marcelo de Freitas Gouveia e Igor Quirrenbach de Carvalho, com 112 pontos, porém, no critério de desempate, Leandro e Claudio levaram a melhor e conquistaram o troféu que buscam a nove anos. “Finalmente subimos no primeiro lugar do pódio e a emoção é muito grande. Não existem palavras que possam descrever essa sensação de ser campeão de um Transcatarina, e ainda mais nesta edição, em um ano atípico, em uma disputa muito parelha. Chegamos até a acreditar que tínhamos deixado escapar o título”, comemorou Moor. Na terceira posição, com apenas um ponto de diferença, ficaram Flavio Roberto Kath e Rafain Walendowsky.

O primeiro lugar do pódio, da categoria Graduado, foi ocupado por pai e filho, Paulo Renato Carvalho Ribeiro e Lucca Monteiro Carvalho Ribeiro, de apenas 17 anos (sendo que a estreia de Lucca no Transcatarina). “A nossa parceria e cumplicidade foi o segredo para vencermos. Voltei a competir no rali de regularidade por causa do meu filho, para passarmos mais tempo juntos”, contou o piloto. “Provas, médias de velocidade, equipe de apoio (que tornam seus amigos), na minha opinião foi tudo incrível”, disse o navegador. As duplas Alexandre Menezes Ferreira e Guilherme de Sousa Siqueira, e Dirceu Potrich e Leonardo Borges Menarim, vieram logo atrás, em segundo e terceiro lugares.

O piloto Dirceu Araújo Salla e o navegador Rodrigo Dionizio Silva conquistaram o título da categoria Turismo. “O segredo da nossa vitória foi o entrosamento e o conjunto ‘piloto, navegador, carro e navegação’ que funcionou. Nunca competimos juntos e decidimos de última hora participar do Transcatarina”, comentou Silva. O segundo lugar foi para Paulo Antonio Lacowicz e Ramon Paulo Lemos Lacowicz, e José Andrade Júnior e Bernardo Schafer Andrade, nas segundas e terceiras colocações, respectivamente.

Na categoria Turismo Iniciante, Eduardo Pereira Silva e Maria Beatriz de Andrade Silva, sagraram-se os campeões. “Estamos surpresos com esse resultado, porém, a cada etapa ganhávamos mais confiança e os resultados vieram. E a última etapa foi mais rápida e dinâmica, e isso nos favoreceu”, contou Eduardo. “E claro, sem brigas”, brincou o piloto que é casado há 40 anos com Maria Beatriz. Na segunda posição, vieram Alan Fernando dos Santos e Alfredo Henrique da Mota Moor, com Marcos Cominesi e Lucas Cominesi, em terceiro.

Os campeões na categoria Turismo Light foram Vinicius Parizotto Gustaman e Felipe Tavares. “É muita emoção. Principalmente, porque tivemos problemas mecânicos no carro e pensamos que não daríamos conta, e agradecemos a nossa equipe de apoio. Passou muito rápido, adoramos. A organização está de parabéns e no ano que vem estaremos de volta”, disse Gustaman. Em segundo lugar ficaram Marcelo Vassoler e João Batista Freitas, e em terceiro, Marco Aurélio Santana de Oliveira e Marcos Antônio Couto Neto.

A importância da credibilidade

O Transcatarina fez 12 anos de vida e com uma organização grandiosa e impecável, sob o comando de Edson João da Costa, o evento reúne pessoas de diversas regiões do Brasil, com uma mistura de culturas e sotaques. Por meio da alegria, da união e, com os jantares de confraternização e premiação, traz um tom especial ao evento, que é um dos mais aguardados pela nação off-road.

Família! Essa é a palavra que resume o Transcatarina. “Agradecemos imensamente aos nossos patrocinadores, as prefeituras locais e aos proprietários de fazendas que, mesmo em um ano tão difícil e diferente, confiou na nossa proposta e nos ajudou na realização da 12ª edição. Graças aos esforços de uma equipe dedicada e parceiros fieis, fizemos o Transcatarina 2020, com a certeza de que em 2021, tudo será ainda melhor”, encerrou Costa.

Classificação Geral – 12º Transcatarina

Categoria Máster

1º Leandro Pereira Moor / Claudio Roberto Flores, 113 pontos

2º Marcelo de Freitas Gouveia / Igor Quirrenbach de Carvalho, 113 pontos

3º Flavio Roberto Kath / Rafain Walendowsky, 112 pontos

4º Leandro Rodrigo Riffel / Michael da Silveira Masson, 106 pontos

5º Victor Pudell / Ronando Willian Rodrigues dos Santos, 98 pontos

Categoria Graduados

1º Paulo Renato Carvalho Ribeiro / Lucca Monteiro Carvalho Ribeiro, 119 pontos

2º Alexandre Menezes Ferreira / Guilherme de Sousa Siqueira, 113 pontos

3º Dirceu Potrich / Leonardo Borges Menarim, 107 pontos

4º Deonilson Salla / Henrique Domingos Glir, 95 pontos

5º Rui Cesar Schmitz / André Luiz Lender, 90 pontos

Categoria Turismo

1º Dirceu Araújo Salla / Rodrigo Dionizio Silva, 113 pontos

2º Paulo Antonio Lacowicz / Ramon Paulo Lemos Lacowicz, 105 pontos

3º José Andrade Júnior / Bernardo Schafer Andrade, 101 pontos

4º Marcos Giannoni / David Taufik Rahd, 98 pontos

5º Benedito Lopes / Fernando José Freneda da Silva, 93 pontos

Categoria Turismo Iniciante

1º Eduardo Pereira Silva / Maria Beatriz de Andrade Silva, 124 pontos

2º Alan Fernando dos Santos / Alfredo Henrique da Mota Moor, 112 pontos

3º Marcos Cominesi / Lucas Cominesi, 111 pontos

4º Ricardo Silva de Farias Oliveira / Wilson Rodrigues Pinto, 102 pontos

5º Ricardo Hoffmann / Guilherme Hoffmann, 101 pontos

Categoria Turismo Light

1º Vinicius Parizotto Gustaman / Felipe Tavares, 130 pontos perdidos

2º Marcelo Vassoler / João Batista Freitas, 125 pontos perdidos

3º Marco Aurélio Santana de Oliveira / Marcos Antônio Couto Neto, 107 pontos

4º Antonio Becchi / Cezar Mariani Ceron, 103 pontos

5º Fernando Mees / Aline Bergmann, 96 pontos

Fonte: Divulgação/Liberdade de Ideias
Foto: Doni Castilho/DFOTOS