“Somos soldados em uma guerra desconhecida”, diz enfermeira vacinada em Caçador

Maely Ribeiro atua há 12 anos no Hospital Maicé e coordena a UTI Covid; ela foi a primeira a receber o imunizante na cidade

Um dia que ficará marcado na memória de Maely Ribeiro. A enfermeira que atua há 12 anos no Hospital Maicé e tem a missão de coordenar a UTI Covid da unidade foi a primeira a ser vacinada em Caçador. A primeira dose foi aplicada às 8h, em ato simbólico, na Secretaria Municipal de Saúde.

“É um momento de muita gratidão de termos essa oportunidade de mais uma proteção. São proteções que permitem cuidarmos dos nossos pacientes que são o nosso bem maior”, afirmou Maely.

Recentemente, a enfermeira revelou que perdeu um grande amigo, um irmão pela Covid-19. Ela comparou o trabalho dos profissionais da saúde como o de soldados em guerra. “É algo que nunca imaginávamos, momentos difíceis, perdas de pacientes que marcam a nossa vida. Somos soldados numa luta em que desconhecíamos como seria o nosso campo de guerra”, disse em entrevista.

Além de Maely Ribeiro, receberam também as primeiras doses a primeira moradora da Casa Lar São José, Maria Fernandes de Moraes; o médico clínico geral da UPA, Dr. Rafael Balbisan; e a vacinadora e servidora de carreira na Secretaria de Saúde, Nelci Bauerle.

“Escolhemos quatro pessoas para mostrar o nosso reconhecimento a todos que estão na linha de frente de combate à Covid-19 e, também, que fazem parte de um dos grupos de risco. A partir de agora, as nossas equipes já estarão fazendo a aplicação das doses em todos os pacientes selecionados”, completou o secretário de Saúde, Roberto Marton.

A expectativa da Prefeitura de Caçador é que a vacinação esteja concluída já nesta quinta-feira, 21. Nesta primeira remessa serão imunizadas 490 pessoas, entre profissionais de saúde e idosos, com a segunda dose já programada para daqui 21 dias.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Ass. Imp. Prefeitura de Caçador