Santa Catarina terá toque de recolher e 70% da capacidade nos ônibus

Medidas valem por 15 dias a partir de edição de decreto, que deve ser publicado em 48 horas.

Santa Catarina terá um toque de recolher durante a madrugada como forma de prevenção ao contágio da Covid-19. A medida foi decidida em reunião entre o governador Carlos Moisés (PSL) e representantes da Federação Catarinense de Municípios (Fecam) nesta quarta-feira (2). Também foi decidido que o transporte coletivo será mantido, desde que seja respeitada uma ocupação máxima de 70% da capacidade dos ônibus.

As medidas valerão para todo o estado por um período de 15 dias a partir edição do decreto, que deverá ser publicado em até 48 horas. Também será tornado obrigatório o uso da máscara em todos os ambientes, com exceção dos espaços domiciliares.

Segundo o governador, as medidas têm o objetivo de frear o avanço da doença e, ao mesmo tempo, manter as atividades econômicas do estado. Em relação ao comércio, os prefeitos e o governo do estado deliberaram pela possibilidade de ampliação dos horários de atendimento no fim de ano, de modo a não promover aglomerações.

O governo também afirmou que medidas semelhantes foram adotadas nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul.

Nesta quarta, o governo do estado também atualizou o mapa de risco da Covid-19. Do total de 16 regiões de saúde, 15 estão em risco gravíssimo para a doença e uma, o Extremo Oeste, em risco grave.

Fonte: g1.com
Foto: Divulgação