Réu é condenado a 4 anos de prisão em semi aberto por tentativa de homicídio

O crime ocorreu em 23 de julho de 2019, quando o acusado desferiu um golpe de faca que atingiu o pulmão de uma vítima e um segundo golpe acertou outra pessoa  de raspão

Sanderson Quintanilha da Costa foi condenado nesta quarta-feira, dia 25, em júri popular, a quatro anos de prisão em regime semi aberto, pelo crime de tentativa de homicídio com a contravenção penal de vias de fato por Lesão Corporal. A sessão, inciou às 9h, na Câmara Municipal de Vereadores de Caçador.

O Júri Popular foi presidido pelo Juiz de Direito, André da Silva Silveira, que afirmou que o julgamento foi tranquilo.

“Os trabalhos ocorreram normalmente. Houve uma série de fatores que influenciaram na pena como os antecedentes criminais do réu, mas também outros fatores, como a idade do réu, por ser menor de 21, também por se tratar de um réu confesso, e por ser uma tentativa e não um fato consumado. Fatos estes que reduziram a pena”.

O Promotor de Justiça Rafael Fernandes Medeiros, representante do Ministério Publico, diz que a pena ficou dentro do esperado.

“Não houve dívidas sobre quem era o autor do crime, a própria defesa estava ciente e concordou com isso. Em um curto período de tempo conseguimos mostrar as provas que constam no processo e tivemos um julgamento justo, onde o réu obteve a pena devida para casos como esse”.

A defesa não se manifestou sobre o caso. Vale ressaltar que esta é uma medida provisória, tendo em vista que tanto o Ministério Público, quanto a defesa podem recorrer da sentença.

O crime:

O crime ocorreu em 23 de julho de 2019, quando o acusado desferiu um golpe de faca que atingiu o pulmão de uma vítima e um segundo golpe acertou outra pessoa  de raspão. O crime aconteceu no bairro Santa Catarina, na Linha Adolfo Konder.

De acordo com os depoimentos, Sanderson teria entrado pela janela na casa das vítimas e pego uma televisão. Ele estaria sob efeito de álcool de drogas. Ao ouvir o barulho, uma moradora chamou os irmãos. A vítima entrou em vias de fato com o acusado e acabou sendo atingida por um golpe de faca próximo a costela. Também foi citado que o réu, após a facada disse: “Já matei um e vou matar outro”. Ele também teria desferido chutes e pontapés da porta da residência para intimidar os moradores.

O irmão da vítima tentou defendê-lo mas também foi atingido de raspão na mão.

Os Bombeiros Voluntários foram acionados e socorreram as vítimas. O jovem que foi atingido no tórax, próximo a costela correu risco de perder a vida, ficou internado na UTI e passou 15 dias no hospital.

Fonte: Rádio Caçanjurê
Foto: Rádio Caçanjurê