Prefeitura fará convênio para utilização e manutenção na Floresta Nacional de Caçador

A área, de 70 hectares, conta com uma sede, campo de futebol e casas que poderão ser utilizadas

A Prefeitura de Caçador deve encaminhar um convênio, com o ICMBio, para utilização e manutenção de espaços e equipamentos na Floresta Nacional, em Taquara Verde. A área, de 70 hectares, conta com uma sede, que está sendo subutilizada.

No local, existe um campo de futebol, além de casas, que poderão ser utilizados para projetos da Prefeitura. Um trator de esteira também poderá ser cedido para a Secretaria de Agricultura.

“É um espaço magnífico, com uma estrutura bastante grande para fazermos projetos ambientais, por exemplo, além da prática esportiva e, até mesmo, a reativação da horta comunitária”, destacou o vice-prefeito, Alencar Mendes.

Nesta segunda-feira, 1º, foi assinado ainda um termo de convênio para o corte e utilização das árvores, que caíram durante o ciclone bomba, que atingiu o local em junho de 2020. A doação das madeiras partiu do ICMBio, através do Ministério do Meio Ambiente.

“Estas madeiras serão doadas para mais de 200 famílias, já cadastradas pelo levantamento socioeconômico da Secretaria de Assistência Social. Algumas, serão para reformas de residências e outras, na Taquara Verde, para construção de casas de famílias que serão removidas de uma área de risco”, destacou o diretor da Defesa Civil, Sergio Eloy Bisotto.

Além disso, parte da madeira será enviada para os municípios de Água Doce, Catanduvas e Vargem Bonita, que também foram atingidos pelo ciclone bomba. “Foi uma grande conquista para nós a doação desta madeira, porque certamente iria apodrecer se ficasse onde estava. São muitas árvores que foram derrubadas e que, agora, poderão ser utilizadas para beneficiar famílias carentes”, finalizou Alencar Mendes.

Fonte: Ass. Imp. Prefeitura de Caçador
Foto: Ass. Imp. Prefeitura de Caçador