Operação “Põe pra Correr” desarticula organização criminosa em Timbó Grande

A célula da organização criminosa é uma daquelas que atua a nível estadual, dentro e fora dos presídios catarinenses

A Polícia Civil realizou na manhã de hoje operação para desmantelamento de organização criminosa que se formou no município de Timbó Grande e vinha praticando diversos crimes. A “célula” da organização criminosa é uma daquelas que atua a nível estadual, dentro e fora dos presídios catarinenses.

Foram cumpridos onze Mandados de Busca e Apreensão e Mandados de Prisão em Timbó Grande e Caçador. Segundo apurado, os membros da organização criminosa são suspeitos da prática de crimes como homicídios, ocultação de cadáver, roubo, tortura, porte ilegal de armas, tráfico de drogas e organização criminosa.

Durante as buscas, foram efetuadas quatro prisões, sendo duas delas oriundas do cumprimento dos mandados e as outras duas pelos flagrantes dos crimes de posse ilegal de arma de fogo e de munições, e outra por tráfico e uso de drogas.

Foram coletadas diversas provas dos crimes, além de arma de fogo, munições de diversos calibres e maconha que era comercializada. A operação contou com ao todo 50 policiais civis de Timbó Grande, Santa Cecília, Lebon Régis, Caçador, Videira, Curitibanos, Tangará, Campos Novos e Fraiburgo.

Todos os presos foram encaminhados a Delegacia de Polícia de Santa Cecília. Um deles foi liberado e responderá Termo Circunstanciado. Outro colocado em liberdade após pagamento de fiança arbitrada pelo Delegado Cassiano Tiburski que coordenou a operação. Já os alvos do cumprimento do mandado de prisão, após os procedimentos, foram encaminhados ao Presídio Regional de Caçador, onde permanecerão à disposição da justiça.

Segundo o Delegado Cassiano, o nome da operação, PÕE PRA CORRER, faz referência ao fato de a diligência ter desarticulado a célula da organização criminosa que havia se formado em Timbó Grande, prendendo parte dos membros e fazendo outros fugir da cidade.

Fonte: Rádio Caçanjurê
Foto: divulgação