Neurocirurgião alerta para os riscos do “desafio da rasteira”

Brincadeira de mau gosto pode levar a óbito ou causar sequelas irreversíveis

Você já ouviu falar no “desafio da rasteira”? Esta é mais uma brincadeira de mau gosto, perigosíssima e que vem levando jovens à morte ou ficarem com sequelas irreversíveis.

Nos últimos tempos, “brincadeiras” como essa têm circulado pela internet atraindo muitas crianças, adolescentes e adultos.

O “desafio da rasteira” consiste em duas pessoas provocarem o tombo em uma terceira pessoa, após ela dar um salto no ar. Na queda, a vítima cai de costas no chão.

Um caso que repercutiu no Brasil foi o da adolescente Emanuela Medeiros, de 16 anos, que morreu vítima de um traumatismo craniano após participar de uma brincadeira com as colegas em uma escola de Mossoró (RN).

Os traumas causados por uma queda durante a realização da “brincadeira” podem causar lesões torácicas, traumas na cabeça e lesão medular, como explica o neurocirurgião, Fabrício Molon da Silva.

Fonte: Jornalismo RBV Rádios
Foto: Rádio Videira