MPF cumpre mandado na residência oficial do governador de SC

Operação apura a compra dos 200 respiradores pelo governo de Santa Catarina

Representantes do Ministério Público Federal (MPF) e da Polícia Federal (PF) estiveram na Casa D’Agronômica, em Florianópolis, no começo da manhã desta quarta-feira, 30. O local é a residência oficial do governador de Santa Catarina, onde atualmente mora Carlos Moisés da Silva. Segundo o Bom Dia SC, da NSC TV, o MPF cumpriu no local um mandado de busca e apreensão. A autorização judicial foi concedida pelo STJ. O motivo é a compra dos 200 respiradores pelo governo de Santa Catarina.

Segundo o repórter da NSC TV, Paulo Muller, o MPF e a PF também estão no Centro Administrativo do governo do Estado, na SC-401. Segundo a PF, são cumpridos cinco mandados de busca e apreensão para apuração dos crimes de fraude à licitação, peculato, corrupção, concussão, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

As medidas foram autorizadas pelo ministro Benedito Gonçalves. O objetivo da operação, segundo o MPF, “é subsidiar o inquérito que apura fraudes na compra de respiradores para enfrentamento da pandemia da covid-19 no estado”.

O contrato sob suspeita movimentou R$ 33 milhões, na compra feita junto à empresa Veigamed. Ao STJ, a subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo afirmou que as buscas são necessárias para aprofundar as investigações e para verificar se a ordem de pagamento antecipado partiu do governador Carlos Moisés.

Fonte: Ânderson Silva/NSC TV
Foto: scm.sc.gov.br