Ministério Público alerta sobre disseminação de fake news sobre coronavírus

Compartilhar notícias falsas pode caracterizar contravenção penal

Muitas pessoas não sabem, mas disseminar notícias falsas as chamadas “Fake News” nas redes sociais, pode caracterizar contravenção penal, de acordo com a Lei.

Com a disparada de casos de novo coronavírus (COVID-19) no Brasil e pelo mundo, cresce também o número de informações falsas sobre a doença circulando pela internet. E essa desinformação ajuda a criar um clima de pânico em toda a população.

O termo fake news, ou notícia falsa, em português, é mais antigo do que aparenta. Essa expressão é usada desde o final do século XIX. O termo é em inglês, mas se tornou popular em todo o mundo para denominar informações falsas que são publicadas, principalmente, em redes sociais.

Pensando em orientar e prevenir essas situações vivenciadas diariamente o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) emitiu nesta quinta-feira (26) uma nota técnica de orientação à população de Videira e região. A nota visa evitar a propagação desse tipo de informações, a fim de manter a tranquilidade mediante a situação vivida em decorrência da pandemia do Covid-19.

A Promotora de Justiça da Comarca de Lebon Régis Luciana Leal Musa, falando em nome das promotorias dos municípios da nossa região, salienta que antes de compartilhar qualquer notícia, as pessoas precisam se certificar da veracidade dos fatos, buscando as informações em fontes oficiais.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Assessoria de Comunicação