Ministério apoia antecipação de nova linha de energia para Caçador

O grupo de trabalho criado por determinação do governador junto à Celesc está estudando uma alternativa para melhorar a segurança energética de Caçador

Atendendo a apelo de Santa Catarina feito pelo governador Carlos Moisés, o Ministério das Minas e Energia (MME) informou no final da tarde desta terça-feira que é favorável à antecipação das obras da linha de transmissão de 230 kV entre Abdon Batista e Videira. Essa nova ligação formará uma redundância ao sistema de energia para a maior parte do Meio-Oeste do Estado, reduzindo o risco de apagão como o que aconteceu dia 28 de maio, que deixou parte da região sem luz por quase 100 horas.

O ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, havia recebido esse pedido do governador Carlos Moisés no dia seguinte ao tornado, informou a Celesc. Segundo a companhia, o próximo passo será uma reunião agendada pelo ministério com o governador, o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, a Federação das Indústrias do Estado (Fiesc) e lideranças da região com a empresa JAAC Materiais e Serviços de Engenharia Ltda., vencedora do leilão.

Nessa reunião, o MME vai formalizar à empresa um pedido de antecipação da construção da linha para dar mais segurança à região. O prazo previsto para finalizar essa obra era 2023. Se concluir antes, a JAAC também passa a operar e ter receita de forma antecipada.

Além disso, o grupo de trabalho criado por determinação do governador junto à Celesc está estudando uma alternativa para melhorar a segurança energética de Caçador. Isso porque mesmo com essa nova linha, o município seguirá sem redundância na transmissão de energia.

Texto e informações de Estela Benetti.

Fonte: Estela Benetti
Foto: Estela Benetti