Junior Cigano é dispensado pelo UFC após 12 anos

Ex-campeão dos pesos pesados vinha de quatro derrotas consecutivas

A passagem de Júnior Cigano pelo octógono do UFC chegou ao fim. O ex-campeão dos pesos pesados (até 120,2 kg.) foi demitido pelo Ultimate, nesta quarta-feira (03), após uma série de quatro derrotas consecutivas. A informação da dispensa foi confirmada pelo próprio lutador através de uma postagem no Instagram (veja a postagem completa abaixo).

“Quero agradecer o UFC pelos meus 12 anos junto a organização. Passei pelos lutadores mais cascudos para conquistar minha chance ao cinturão. Conquistar e defender o cinturao foi uma das grandes honras da minha vida. Obrigado a cada adversário, cada fã, e cada crítico. Vou traçar meu novo começo, e estou empolgado para iniciar uma nova fase”, escreveu Cigano na rede social.

Cigano no UFC

Júnior Cigano, de 37 anos, tem um histórico profissional de 21 vitórias e nove derrotas. Ele chegou ao UFC em 2008 e emplacou 10 vitórias consecutivas, incluindo a conquista do cinturão dos pesados contra Cain Velasquez e a defesa do título contra Frank Mir.

A primeira derrota veio de forma brutal, na revanche contra Velasquez no UFC 155, em 2012. O brasileiro chegou a disputar o trono dos pesados em mais duas oportunidades, sendo novamente derrotado por Cain no UFC 166, em 2013, e para Stipe Miocc no UFC 211, em 2017.

A fase atual de Cigano, no entanto, não é boa. Ele vem de quatro derrotas consecutivas, todas por nocaute. A última aconteceu contra Ciryl Gane no UFC 256, em dezembro de 2020.

Fonte: superlutas.com.br
Foto: superlutas.com.br