Gestante de risco com covid é transferida de avião para Florianópolis

Nesta sexta-feira, 4 de junho, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), por meio do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), em parceria com o Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), realizou o transporte de uma gestante com 35 semanas, com bolsa rota, positivada com COVID-19, de Videira para Florianópolis, com o avião Arcanjo-02.

Nesta sexta-feira, 4 de junho, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), por meio do Batalhão de Operações Aéreas (BOA), em parceria com o Grupo de Resposta Aérea de Urgência (GRAU) do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), realizou o transporte de uma gestante com 35 semanas, com bolsa rota, positivada com COVID-19, de Videira para Florianópolis, com o avião Arcanjo-02.

A paciente apresentava um quadro de sofrimento fetal em virtude da bolsa rota e foi transferida por via terrestre de Fraiburgo até a sede do aeroporto em Videira para início do transporte aeromédico. Já com a paciente embarcada, a aeronave Arcanjo-02 seguiu para o aeródromo Hercílio Luz em Florianópolis, local de onde foi encaminhada para o Hospital Carmela Dutra em Florianópolis, para tratamento.

A ação logística garantiu o bem estar da paciente, uma prevenção para a saúde da criança e, claro, uma economia primordial de tempo.

Segundo a equipe, no somatório do voo de hoje, foram percorridos em torno de 267 km entre as cidades de Videira e Florianópolis. Caso o trajeto fosse feito de carro, o transporte teria levado cerca de 6 horas, sendo que com o Arcanjo se transformou em apenas 40 minutos de voo.

Fonte: Assessoria de Comunicação