Diabéticos devem redobrar cuidados com o coronavírus

14 de novembro é o Dia Mundial do Diabetes. Médico Fábio Pitanga fala sobre a doença

O Dia Mundial do Diabetes é promovido no dia 14 de novembro para dar luz a esse importante tema e também para conscientizar a população sobre a prevenção e tratamento da doença, que atinge 16 milhões de brasileiros, segundo dados da OMS.

Segundo pesquisa realizada, em 2019, pela Federação Internacional de Diabetes (IDF, na sigla em inglês), 463 milhões de pessoas no mundo, entre 20 e 79 anos, possuem diabetes. As estimativas se baseiam nos casos diagnosticados, portanto, os números reais assustam porque podem ser ainda maiores do que os registrados, já que muitas pessoas possuem diabetes sem saber.

É uma doença silenciosa e perigosa. Você já deve ter ouvido falar que o açúcar é o grande vilão para o desenvolvimento da doença, mas ele não é o único: o excesso de calorias ingeridas, má alimentação, obesidade, sedentarismo e histórico familiar são fatores de risco para o desenvolvimento dessa enfermidade, que é um problema global e tem aumentado cada vez mais nos últimos anos.

A enfermidade ocorre pela falta de insulina e/ou pela incapacidade da insulina exercer adequadamente sua função no organismo, causando um aumento da glicose (açúcar) no sangue, chamado de hiperglicemia, que pode prejudicar vários órgãos, entre eles os nervos, vasos sanguíneos, rins, olhos, coração, colocando a vida do portador da doença em risco.

Em entrevista ao quadro Fala Dr, do RBV Notícias, o médico Fábio Pitanga alerta: Diabéticos devem redobrar cuidados com o coronavírus. Confira no vídeo.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Jornalismo Rádio Caçanjurê