Dia Mundial do Meio Ambiente: O exemplo da ecobarreira em Caçador

Cerca 1,5 tonelada de lixo é retirada a cada limpeza

Neste sábado, dia 5 de junho, comemora-se o Dia Mundial do Meio Ambiente. Trata-se de um dia para lembrar a importância da preservação e do uso responsável dos recursos naturais. Cuidar do meio ambiente é antes de tudo, pensarmos em nosso impacto na natureza.

E no mundo todo, existem diversos exemplos que retratam a importância do meio ambiente. Uma dessas iniciativas é desenvolvida em Caçador, trata-se da ecobarreira instalada no Rio do Peixe no ano 2019.

A iniciativa funciona em parceria entre a UNIARP e a prefeitura de Caçador. A ecobarreira foi instalada por acadêmicos da Universidade, que eram na ocasião, participantes do Programa de Educação Superior para o Desenvolvimento Regional (PROESDE).

Desta forma, a estrutura funciona no trecho entre a ponte da Rodoviária e a Ponte do Amor e impede que materiais como plásticos, isopores, galhos, madeiras e lodo, entre outros, sigam pelo rio.

Por tanto, a Ecobarreira é praticamente um movimento, que promove a educação ambiental e estimula outras iniciativas. Desde 2019, e possível acompanhar a real situação do lixo do Rio do Peixe.

Assim, além de segurar o lixo flutuante, a ecobarreira promove a educação ambiental. Cerca 1,5 tonelada de lixo é retirada a cada limpeza.

A professora Angela Paviani, que foi a responsável pela implantação e esteve a frente do projeto, explica que é uma iniciativa de grande impacto ambiental e social.

“Este trabalho mostra para a comunidade a necessidade do cuidado com o meio ambiente, mostra a quantidade de lixo que o rio recebe e desperta na população a consciência ambiental. A ecobarreira foi feita com materiais recicláveis e visa segurar o lixo flutuante, facilitando a remoção”, comenta.

A ação teve ainda o apoio do Governo do Estado de SC.

Fonte: Juciele Baldissarelli/Jornalismo Caçanjurê
Foto: Juciele Baldissarelli/Jornalismo Caçanjurê