Ciclone em SC: Bolsonaro garante apoio para reconstrução de estruturas danificadas

Na manhã deste sábado, presidente da República sobrevoou as áreas mais atingidas pelo vendaval

O presidente Jair Bolsonaro garantiu que o Governo Federal irá auxiliar o Estado de Santa Catarina na reconstrução das estruturas danificadas pela passagem de um ciclone extratropical, na última terça-feira. Ele sobrevoou na manhã deste sábado, 04, as cidades de Tijucas e Governador Celso Ramos, duas das mais atingidas pelos fortes ventos.

Após o sobrevoo, o presidente participou de uma reunião com representantes do Governo do Estado e do Fórum Parlamentar Catarinense. O governador Carlos Moisés acompanhou o encontro por videoconferência.

“Esse é um momento em que o Estado de Santa Catarina necessita de ajuda. Com a presença do presidente Bolsonaro, tenho a certeza de que o Governo Federal está atento a essa nova dificuldade que surge para os catarinenses. Após esse primeiro momento de assistência humanitária, virá a parte da reconstrução, e esperamos que o Governo Federal nos atenda nesse sentido”, destacou Carlos Moisés.

O governador reforçou mais uma vez a importância do alinhamento com o Governo Federal, principalmente, nesse momento de urgência no atendimento à população. “Quando decretamos estado de calamidade pública, o processo abrangeu 135 municípios e hoje o número de cidades afetadas já chega a 185”, disse Carlos Moisés, que agradeceu pela presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro Rogério Marinho e do coronel Lucas, secretário Nacional da Defesa Civil.

Carlos Moisés também solicitou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) modifique os seus protocolos quanto às linhas subterrâneas de energia. Segundo Carlos Moisés, é necessário que se facilite a adoção desse protocolo, para que no futuro possamos evitar danos tão extensos na rede elétrica em caso de desastres climáticos.

A visita do presidente

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Santa Catarina pouco antes das 8h20min deste sábado. Ele pousou com o avião presidencial no aeroporto de Florianópolis, onde foi recepcionado na pista pelas autoridades. O presidente permaneceu em solo por aproximadamente 20 minutos, até decolar em um helicóptero para sobrevoar as cidades de Tijucas e Governador Celso Ramos.

O presidente retornou ao aeroporto internacional de Florianópolis por volta de 9h30min. No terminal, participou de reunião com representantes do Governo do Estado e do Fórum Parlamentar Catarinense para debater a situação. O vôo de volta a Brasília ocorreu por volta de 10h30min.

Fonte: sc.gov.br
Foto: Julio Cavalheiro/ Secom