Cesta básica compromete 36,25% do salário mínimo em Caçador

Carne bovina é o item que mais custa na cesta básica em Caçador

Uma pesquisa realizada orientada pelo professor Leandro Hupalo da Universidade do Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP), com alunos do curso de administração, investigou o custo de alimentos essenciais entre os meses de janeiro e maio de 2021 nos municípios de Caçador e Fraiburgo.

No mês de maio, em Caçador a carne bovina (45,18%) foi o item que apresentou a maior parcela do valor médio da cesta básica para o período analisado, seguido do pão francês (12,92%) e do feijão preto (9,94%). Já os itens que menos impactaram no valor médio da cesta básica para o mesmo período foram a farinha de trigo (1,17%), óleo de soja (1,73%) e manteiga e café moído (2,00%).

Em Fraiburgo a carne bovina (42,38%) também foi o item que apresentou a maior parcela do custo médio da cesta básica para o período analisado, seguido do pão francês (11,64%) e do tomate (10,68%). Já os itens que menos impactaram no custo médio da cesta básica para o mesmo período foram a farinha de trigo (1,33%), óleo de soja (1,82%) e manteiga (1,99%).

Em relação ao mês de maio, considerando o valor do salário mínimo em vigência de R$ 1.100,00, pode-se afirmar que em Caçador o custo da cesta básica comprometeu 36,25%. Já em Fraiburgo, os gastos com a cesta básica representaram 37,44% do salário mínimo para o mesmo período.

Segundo metodologia do DIEESE, o Salário Mínimo Necessário em Caçador para o mês de maio deveria ser de R$ 3.349,48 e em Fraiburgo deveria ser de R$ 3.459,54.

Fonte: Assessoria de Imprensa
Foto: Assessoria de Imprensa