Câncer de pele causa mais de 30 mil mortes e quase 400 mil internações no Brasil

Campanha Dezembro Laranja alerta para importância da prevenção e diagnóstico precoce

No Brasil, entre 2008 e 2017, foram identificados 33 mil óbitos causados pelo câncer de pele. Os registros de internação trazem dados ainda mais significativos: na última década, houve 394 mil internações por conta dessa doença em todo o país.

Esses números mostram que o câncer de pele, ao contrário do que muitos pensam, é um problema de saúde que, se não for bem tratado, pode ter consequências sérias para o bem-estar do paciente. O alerta é do presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Sérgio Palma. Para ele, além de serviços que ofereçam acesso ao atendimento qualificado no diagnóstico e no tratamento do câncer de pele, é preciso investir em estratégias de prevenção.

Com essa preocupação, a Sociedade Brasileira de Dermatologia desencadeou mais uma edição do Dezembro Laranja, campanha nacional criada em 2014 para a prevenção e combate ao câncer de pele. Durante esse mês, em parceria com instituições públicas e privadas, a entidade fará ações para discutir formas de prevenção e alertar a população da importância de buscar o diagnóstico e o tratamento com um médico especialista.

Esse ano, o foco da campanha está nos principais sintomas do câncer de pele para diagnóstico precoce. Quando descoberta no início, essa doença tem 90% de chances de cura. Vale lembrar que há dois hábitos fundamentais para diminuir os riscos de câncer de pele: evitar exposição excessiva ao sol, principalmente nos horários das 10 da manhã às 4 da tarde, e usar sempre o protetor solar.

Fonte: Jornalismo Rádio Caçanjurê
Foto: Ilustração