Mais um caso suspeito de Coronavírus é descartado, em Caçador; ainda resta um suspeito

Neste momento, Caçador ainda tem um caso suspeito, de uma mulher, de 67 anos, que continua no isolamento no hospital

Mais um caso suspeito de Coronavírus foi descartado, em Caçador. A divulgação aconteceu em relatório da Vigilância Epidemiológica deste sábado, 4. A paciente, de 26 anos, estava internada na ala especial, no hospital Maicé desde quinta-feira, 2. O resultado do exame, enviado pelo LACEN, entretanto, não atestou a Covid – 19.

Neste momento, Caçador ainda tem um caso suspeito, de uma mulher, de 67 anos, que continua no isolamento no hospital.
“Continuamos trabalhando muito intensamente na preparação para tratar os pacientes e na prevenção ao Coronavírus em Caçador. Quero ressaltar que, bem ao contrário do que foi divulgado a esmo, estamos seguindo as orientações da ANVISA e do Governo do Estado em todas as nossas ações. São orientações de especialistas na área, pessoas que são capacitadas e não meros divulgadores dos seus “achismos””, destacou o secretário de Saúde, Ademar Schmitz.


Estas orientações estão sendo seguidas, inclusive, no fechamento de alguns postos de Saúde e na criação de unidades sentinelas, com mais profissionais e equipamentos. “São todas medidas necessárias em um momento em que o mundo inteiro está fazendo o mesmo. Estamos vendo mortes por todos os lados e corpos amontoados pelas ruas, como aconteceu com o Equador e nossa preocupação é que isso não venha acontecer aqui. Lamentamos que existam pessoas que estejam querendo se promover politicamente com uma situação tão delicada”, completou o secretário.

EPIs
Diariamente, estão sendo utilizadas, em média, 378 máscaras cirúrgicas pelos profissionais na UPA, Postos de Saúde, Farmácia Municipal e na Odontologia. Estes mesmos profissionais utilizam, também diariamente, 110 capotes de “gramaturas 20, 30 e 40”, além de 95 tocas, 422 pares de luvas e 15 frascos de álcool em gel.

Para suprir estas necessidades, a Secretaria de Saúde adquiriu 970 capotes de gramatura 20, 82.150 pares de luvas cirúrgicas, 20 mil tocas, 595 máscaras N95, 708 máscaras PFF2, 95 óculos de proteção, 1.539 litros de álcool em gel, 370 litros de álcool líquido e 14.700 máscaras cirúrgicas.

Por parte da comunidade, foram doadas 12.059 máscaras cirúrgicas, 3 máscaras N95, 112 litros de álcool em gel, 1 mil litros de álcool líquido, 2.500 pares de luvas, 1.965 capotes de “gramatura 20”, 32 capotes de “gramatura 30”, 795 capotes de “gramatura 40”, 30 conjuntos cirúrgicos, 17 óculos de proteção individual e 38 viseiras.

“Todos os servidores da Saúde receberam os equipamentos de acordo com o que exige as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Não estamos aqui trabalhando com o “achismo”, mas sim, com recomendações técnicas de órgãos superiores”, ressaltou o secretário de Saúde.

A Secretaria de Saúde está fornecendo também máscaras e álcool gel para a Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal, além de algumas entidades do município que solicitam, como a Casa de Passagem, entre outras.

“Salientamos que com essa estimativa, temos, entre os materiais adquiridos e doados condições de suprir a demanda para mais 30 dias, exceto ao capote gramatura 40, que já foi encomendado, mas infelizmente há uma demora na entrega, pela falta destes produtos para a venda. Esta falta de produtos está ocorrendo em todo o mundo, pela demanda exagerada que viemos enfrentando. Mas, queremos mais uma vez ressaltar que estamos trabalhando para evitar que o pior aconteça. Estamos preparados para atender os pacientes que ficarem doentes e protegendo também os nossos profissionais”, finalizou o secretário Ademar.

Maicé
Por outro lado, a Prefeitura já fez o repasse de R$ 250 mil para o hospital Maicé. Estes recursos foram utilizados para a compra de 10 monitores. Além disso, dois respiradores também foram entregues para o hospital, que hoje conta com 9 leitos de UTI exclusivos para atender pacientes com Coronavírus, mais uma sala vermelha, além de 10 leitos para outras situações.
Por parte do Governo do Estado, ainda não houve repasse de recursos para o hospital, que continua atendendo, além de pacientes suspeitos de Coronavírus, outros nas especialidades de traumatologia e neurologia, além das emergências.

O Maicé, inclusive, se for necessário, poderá abrir até 53 leitos exclusivos para tratar pacientes com Coronavírus. “No Maicé, criamos uma estrutura especial para o atendimento, em parceria com a Prefeitura. Temos uma entrada separada para pacientes com sintomas de doenças respiratórias e estamos atendendo também no Centro de Triagem, à noite e de madrugada. Felizmente, ainda não tivemos casos de Coronavírus confirmados aqui até hoje, dia 3 de abril, mas se tivermos, estamos preparados para atender. Nosso objetivo é salvar vidas e nos preparamos para isso”, explicou o diretor-superintendente do Maicé, Sérgio Schmitz.

O hospital Maicé está realizando ainda treinamentos e repassando orientações para toda a sua equipe. Várias mudanças foram realizadas para preparar o hospital. A comunidade também está ajudando com doações. “Estamos preparados para atender a situação do Covid-19 com preparo técnico e responsabilidade. Ao mesmo tempo em que atendemos diversas outras situações”, finalizou Sérgio.

Fonte: Assessoria de Comunicação
Foto: Assessoria de Comunicação